quinta-feira, 31 de março de 2011

Educação

“Não há seres educados e não educados, estamos nos educando. Existem graus de educação, mas estes não são absolutos”.
Paulo Freire


A educação é um processo de vida do ser que adquire em suas fases de desenvolvimento, ou seja, a pessoa realiza uma troca mutua, com fatores que influenciam em sua vida. Acontecendo nos diversos grupos sociais, a exemplo disso temos: fator cultural, socioeconômico, sócio-histórico.
A educação escolar tem como principal ideologia, a formação crítica e integral do cidadão, preparando-o para a vida, para atuar na sociedade a qual participa.

sábado, 26 de março de 2011

Lista de discussão

Venham conhecer o Grupo brasILS · Tradutores-Intérpretes Língua de Sinais.


Esta lista de discussão serve para que os INTÉRPRETES de língua de sinais e simpatizantes possam:

- debater assuntos relativos à categoria, tais como: ética, técnicas de interpretação e troca de experiências; visando criar uma consciência de pertencermos a um grupo distinto dos professores ou aprendizes iniciantes da língua de sinais;

- divulgar cursos, livros, associações, legislação, congressos relacionados à TRADUÇÃO e INTERPRETAÇÃO DE LÍNGUA DE SINAIS, compartilhando as informações para um aprimoramento geral de todos;

- aprofundar conhecimentos em Estudos da Tradução e Interpretação, Lingüística e bases teóricas para o exercício de nossa profissão;

- contatarem-se, aliarem-se, apoiarem-se e construirem a união necessária para organização como categoria profissional;

- abordar assuntos referentes à interpretação e tradução de língua de sinais e não outros (mensagens políticas, religiosas, pessoais, etc.).

* Criada no ano de 2000, em outro hospedeiro, e transferida para o Yahoo grupos alguns anos depois. Fundada e moderada por Maria Cristina Pires Pereira até o ano de 2008. A partir de 2008, moderada por Ricardo E. Sander e, em 2009, também por Sandro R. Fonseca e Vinícius Martins.



Clique no link abaixo e se cadastre e venha debater com pessoas do Brasil inteiro



brasils · Tradutores-Intérpretes Língua de Sinais

Site sobre Linguística da Língua de Sinais

Este site é americano foi inspirado durante uma visita à Universidade de São Paulo em maio de 2006. Através da discussão com os colegas no Brasil, perceberam que o acesso a materiais didáticos sobre linguística assinar um papel crucial na atração de surdos sinalizadores no campo da lingüística sinal. Uma vez que existem atualmente muito poucos pesquisadores Surdos neste domínio a nível mundial, espera-se que através deste website, os alunos surdos se tornará mais motivada para estudar a estrutura lingüística de suas línguas nativas e cadastre-se pesquisadores ativos.


Coleção "A Educação Especial na Perspectiva da Inclusão Escolar"

Selecionamos o fascículo número 4 que mostra a Abordagem Bilíngue na Escolarização de Pessoas com Surdez

CONCURSO CULTURAL PARA SURDOS: ILUSTRADORES E TRADUTORES

A  Editora ARARA AZUL lança CONCURSO CULTURAL PARA SURDOS: ILUSTRADORES e TRADUTORES DE PORTUGUÊS / LIBRAS, de 18/03/2011 a 15/04/2011.

A partir do texto Java: a gata que entende Libras, a pessoa surda ou deficiente auditiva, que desejar participar deste CONCURSO, deverá fazer sua inscrição, até o dia 15/04/2011, e enviar paraconcurso@editora-arara-azul.com.br, juntamente com seu trabalho:

• Trabalho de Ilustração: Uma única página, no formato A4 – horizontal (paisagem), arquivo JPEG, resolução mínima de 300dpi, em cores.
ou
• Trabalho de Tradução: Um único vídeo, com duração máxima de 120 (cento e vinte) segundos, seguindo-se os padrões de vídeo do site do You Tube.

Este CONCURSO é destinado somente para participantes surdos, com qualquer grau de surdez.

O RESULTADO deste Concurso será divulgado no dia 29/04/2011.

O PRÊMIO será a divulgação da ILUSTRAÇÃO e do VÍDEO COM A TRADUÇÃO através de Boletim ARARA AZUL e posterior inserção no site da Editora ARARA AZUL por 12 meses.

Seguindo a EAA, através do FACEBOOK, será possível obter mais informações sobre esse CONCURSO.




Fonte: Editora Arara Azul

Comunicado de esclarecimento sobre fechamento do INES

Algumas sugestões de leitura



Como brincam as crianças surdas. Daniele Nunes Henrique Silva.  Editora Plexus



Surdez e Linguagem: Aspectos e Implicações Neurolinguísticas. Ana Paula Santana. Editora Plexus


Língua Brasileira de Sinais - Estudos Linguísticos.  Ronice Müller de Quadros e Lodenir Karnopp. Editora Artmed

Educação para Surdos: Práticas e Perspectivas. Maria Cecília de Moura. Sabine Antonialli Arena Vergamini. Sandra Regina Leite de Campos. Editora Santos



O papel do outro na escrita dos sujeitos surdos. Ana Cristina Guarinello. Editora Plexus



Língua de sinais - Instrumentos de Avaliação . Ronice Müller de Quadros e Carina Rebello Cruz. Editora Artmed



A Criança Surda - Linguagem E Cogniçao Numa Perspectiva Sócio- Interacionista. Marcia Goldfeld. Editora Plexus





LIBRAS? Que língua é essa? - Audrei Gesser. Editora Parabola 






A Surdez - Um Olhar Sobre as Diferenças - Carlos Skliar




Surdez e Bilingüismo.  Eulalia FernandesEditora: Mediação


Cidadania, Surdez e Linguagem - Desafios e Realidades. Organizado por Ivani Rodrigues Silva, Samira Kauchakje e Zilda Maria Gasueli.Editora Plexus



Linguagem e Surdez - Eulália Fernandes. Editora Plexus


Identidade e Surdez - O Trabalho de uma Professora Surda com Alunos Ouvintes. 
Marilia da Piedade Marinho. Editora Plexus


Linguagem, surdez e educação. Maria Cecília Rafael de Góes. Autores Associados


Imagens do Outro Sobre a Cultura Surda. Karin Strobel. Editora Edufsc

segunda-feira, 14 de março de 2011

Dom Antônio Marchiori é o 1º Bispo da Pastoral dos Surdos.

Dom Celso Antônio Marchiori participou de sua primeira reunião com a Pastoral 
dos Surdos.
O Bispo de Apucarana, Dom Celso Antônio Marchiori, foi escolhido pela 
Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) para ser o primeiro Bispo da 
Pastoral dos Surdos.
“Com alegria abraço e aceito a nova missão de ajudar os surdos das comunidades a 
conhecer e amar Jesus Cristo, Caminho Verdade e Vida. Desejo conhecer mais de 
perto a cultura e a identidade dos surdos deste imenso Brasil”, disse Dom 
Antônio em nota divulgada pela Arquidiocese de Apucarana.
O bispo salientou também que espera e conta com o apoio de todos os sacerdotes, 
diáconos e religiosas e leigos que atuam nesta pastoral.
Em setembro de 2010, o Coordenador Nacional da Pastoral dos Surdos, José Carlos 
de Oliveira, se reuniu com o secretário geral da CNBB, Dom Dimas Lara Barbosa, 
em Brasília (DF), para solicitar a nomeação de um bispo referencial para a 
Pastoral.
Após reunião, o nome escolhido foi do Bispo de Apucarana, Dom Antônio, que tem 
53 anos e é natural de Campo Largo (PR).
No fim de semana, Dom Antônio participou de sua primeira reunião de trabalho 
junto a Pastoral dos Surdos, onde já definiu as diretrizes para a Pastoral, para 
a Catequese e para o trabalho dos intérpretes.


sábado, 12 de março de 2011

I SEMINÁRIO NACIONAL SOBRE HISTÓRIA E IDENTIDADE CULTURAL DOS POVOS SURDOS


O CEFOP – CENTRO FAPAZ DE ENSINO E FORMAÇÃO DE PROFESSORES, instituição mantida pela FAPAZ EVENTOS CIENTÍFICOS E CULTURAIS LTDA., divulga as diretrizes para inscrição de COMUNICAÇÕES ORAIS a serem apresentadas durante O I SEMINÁRIO NACIONAL SOBRE HISTÓRIA E IDENTIDADE CULTURAL DOS POVOS SURDOS, cuja realização será nos dias 29 e 30 de abril de 2011, em Natal/RN,

1- DAS DISPOSIÇÕES INICIAIS:]

O I SEMINÁRIO NACIONAL SOBRE HISTÓRIA E IDENTIDADE CULTURAL DOS POVOS SURDOS tem por objetivos:
- compreender os aspectos sócio-históricos do movimento da Comunidade Surda;
- promover a integração institucional entre os militantes da causa surda no Brasil e, mais propriamente na Regional Nordeste;
- fomentar a relação acadêmico-científica e a Comunidade Surda;
- socializar experiências e pesquisas de promoção e inclusão/integração da pessoa surda no mercado de trabalho.
- valorizar a Iniciação Científica.

2 - DO TEMA:

O tema central do Seminário Nacional será “HISTÓRIA E IDENTIDADE CULTURAL DOS POVOS SURDOS”.
Assim, elegemos os GT’s – Grupos de Trabalhos, a seguir, de modo que a submissão da COMUNICAÇÃO ORAL esteja diretamente correlacionada:


GRUPOS DE TRABALHO
GT1 – HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO DE SURDOS
GT2 - MODELOS EDUCACIONAIS NA EDUCAÇÃO DE SURDOS
GT3 - IDENTIDADES SURDAS FUNDAMENTANDO A EDUCAÇÃO
GT4 – ENTIDADES REPRESENTATIVAS DA COMUNIDADE SURDA E SUAS
CONTRIBUIÇÕES À EDUCAÇÃO.
GT5 – LEGISLAÇÃO E EDUCAÇÃO DE SURDOS
GT6 - EDUCAÇÃO DE SURDOS NO ENSINO SUPERIOR



3- REALIZAÇÃO DO I SEMINÁRIO NACIONAL SOBRE HISTÓRIA E IDENTIDADE CULTURAL DOS POVOS SURDOS

Período : 29 e 30 de abril de 2011.
Horários : 29/04/2011 - das 18h às 19h - Credenciamento e abertura oficial.
29/04/2011 - das 19h às 21h – Conferência de Abertura.
30/04/2011 - das 09h às 13h – Comunicações Orais

Oficinas de LIBRAS

30/04/2011 - das 15h às 17h – Conferência de Encerramento
30/04/2011 - das 17h às 18h – Encerramento e Entrega da
Certificação aos Participantes

4- DAS INSCRIÇÕES E APRESENTAÇÕES DE TRABALHOS (INDIVIDUAL OU EM GRUPO) I SEMINÁRIO NACIONAL SOBRE HISTÓRIA E IDENTIDADE CULTURAL DOS POVOS SURDOS:

Inscrições: 21 de fevereiro a 04 de março de 2011
- As COMUNICAÇÕES ORAIS poderão ser apresentação individualmente ou em grupo de no máximo três componentes;
- O valor da Inscrição individual será de R$ 30,00 (trinta reais) para alunos do CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM LIBRAS, da FATERN e/ou do CURSO LETRAS/LIBRAS da UFSC ou da UFPB e R$ 40,00 (quarenta reais) para alunos de outras IES e como profissionais da educação, fonoaudiologia, saúde ou quaisquer outras áreas do conhecimento humano que deseje submeter e apresentar sua COMUNICAÇÃO ORAL para apresentação durante o I SEMINÁRIO NACIONAL SOBRE HISTÓRIA E IDENTIDADE CULTURAL DOS POVOS SURDOS.
- Para efetuar a inscrição de uma ou mais COMUNICAÇÃO ORAL no Evento o(s) membro(s) deve(m) fazer depósito(s) do valor da inscrição conforme dados abaixo:

Banco : CAIXA ECONÔMICA FEDERAL.
Agência : 3101
Operação : 013
Conta Poupança : 00001894-4
Em nome de : JOSÉ FLÁVIO DA PAZ

OBSERVAÇÃO: Cada membro do trabalho em grupo efetuará o pagamento individualmente dos mesmos valores descritos anteriormente;
- Todos os membros devem ser identificados com nomes completos, vinculo
institucional e e-mail de contato, além dos dados do(a) orientador(a), quando for o caso;
- Caso algum dos componentes não compareça a apresentação da COMUNICAÇÃO ORAL não fará jus a certificação de apresentação.
- O valor correspondente a taxa de inscrição para apresentação de COMUNICAÇÃO ORAL garantirá a participação nas Conferências de abertura e de encerramento, bem nas demais apresentações orais, sendo que para uma segunda Certificação será necessário 100% de assiduidade.;
- O ARTIGO COMPLETO deverá ser anexado e enviado pelo e-mail: insurdo@gmail.com, até as 23h59 do dia 04/03/2011, juntamente com o(s) comprovante(s) do(s) depósito(s), e no dia da apresentação, uma versão final digitalizada (CD ou DVD) do trabalho e duas impressas;
- Cada participante só poderá se inscrever em no máximo 02 (dois) trabalhos.
- O trabalho deverá contemplar um ou dois, se forem dois trabalhos, temas dos GT’s apresentados no item 2 deste Edital;
- A Coordenação permitirá que qualquer profissional, das mais diversas áreas do conhecimento humano e aluno(a) surdo(a) ou ouvinte de qualquer IES, bem como, organizações governamentais ou não-governamentais possam apresentar sua(s) COMUNICAÇÃO ORAL.
- A inscrição de Artigos não garante a participação para apresentação no evento. Entretanto, no caso de não aceite da sua COMUNICAÃO ORAL, será garantida sua participação como ouvinte no I SEMINÁRIO NACIONAL SOBRE HISTÓRIA E IDENTIDADE CULTURAL DOS POVOS SURDOS.
- Os Artigos serão avaliados por um comitê científico que validará ou não a apresentação da COMUNICAÇÃO ORAL.
- No dia 14 de março de 2011 será emitida uma CARTA DE ACEITE confirmando a apresentação da COMUNICAÇÃO ORAL, bem como informando, dia, hora e local de tal ação.
- Os Certificados dos(as) apresentadores de COMUNICAÇÃO ORAL serão entregues logo após o encerramento das suas apresentações pela Coordenação dos GT’s.
- As inscrições para participantes SEM apresentação de COMUNICAÇÃO ORAL terá início dia 28 de fevereiro de 2011 e obedecerá a seguinte ordem:


Categoria
até 20/03/2011
(R$)
até 04/04/2011
(R$)
No Dia
(R$)
Estudante do Ensino Médio
20,00
40,00
50,00
Estudante universitário 
40,00
50,00
60,00
Intérprete de LIBRAS
30,00
50,00
60,00
Graduandos do Curso Letras/LIBRAS –
 UFSC/UFPB
30,00
50,00
60,00
Pós-graduando em LIBRAS – FATERN
30,00
50,00
60,00
Professores da Educação Básica
40,00
60,00
70,00
Pesquisadores, professores de Instituições
De  nível superior e público em geral
50,00
70,00
90,00

Os inscritos na condição de Estudante do Ensino Médio, Estudante universitário,Intérprete de LIBRAS, Graduandos do Curso Letras/LIBRAS da UFPB e Professores da Educação Básica deverão comprovar sua condição através de declaração de vínculo ou carteira de estudante, exceto os alunos do Letras/LIBRAS da UFSC e da Especialização em LIBRAS da FATERN.
- Para efetuar a inscrição no Evento o participante deve fazer depósito do valor da inscrição, scannear o comprovante do depósito e enviar conforme dados exposto acima.
- Os inscritos SEM apresentação de COMUNICAÇÃO ORAL terão acesso à Conferência de Abertura e aos espaços aonde serão apresentadas as COMUNICAÇÕES ORAIS. Somente terão direito às certificações de participantes, os inscritos nessa categoria, os inscritos para apresentação de trabalhos e os participantes das Oficinas que freqüentarem 100% do evento e que assinarem as respectivas listas de freqüências.
- O modelo oficial do Artigo e as respectivas orientações estéticas compõem o anexo I deste Edital.


Natal, 17 de fevereiro de 2011.
Prof. José Flávio da Paz
Diretor do CEFOP/FAPAZ Presidente do I Seminário Nacional Sobre História e Identidade Cultural dos Povos Surdos

sexta-feira, 11 de março de 2011

Bilinguismo - II Congresso Internacional

BilinguismoBilinguismoBilinguismo

Sugestões

Olá Pessoal,

Mandem sugestões de postagens, ou material de vocês para que possamos publicar. O pessoal que tiver vídeo no youtube pode estar mandando para o nosso e-mail o link do vídeo.
e-mail: AKLibras@yahoo.com.br

Abraços

Equipe AKLIBRAS

X Ciclo de Palestras – Temas em Teoria Gerativa VI Workshop em Línguas de Sinais e Bilinguismo dos Surdos

PROGRAMA

9h-9h45min.
1.     Deborah Chen Pichler (Gallaudet University): “Aquisição de segunda modalidade de língua: aquisição de L2 e de LM”

9h45-10h30.
2.     Diane Carolyn Lillo-Martin (University of Connecticut): “Desenvolvimento bilíngüe bimodal”

10h30min-11h INTERVALO

11h-11h45min. 
3.     Ronice Muller de Quadros (UFSC): “A caracterização da concordância nas línguas de sinais”, em co-autoria com Josep Quer

14h30-15h15min.
  1. Heloisa Salles (UnB) e Aline Mesquita (MinC): “Preposições na Língua de Sinais Brasileira e na interlíngua de surdos aprendizes de português L2”

15h15min.-16h – SESSÃO DE PÔSTERES

16h-17h – ENCERRAMENTO – coquetel e lançamento do livro Estudos Gerativos de Língua de Sinais Brasileira e de Aquisição de Português (L2) por Surdos, organizado por Heloisa Salles e Rozana Naves.

DATA: 17 de março de 2011

LOCAL: ICC Norte – ANFITEATRO 13


Realização: Laboratório de Estudos Formais da Gramática; PPGL/LIP/UnB; Licenciatura Letras-LIBRAS-UFSC – Polo UnB/turma 2008.
ABERTO AO PÚBLICO

quarta-feira, 9 de março de 2011

TIPOS DE TRADUÇÃO

A tradução intralingual de uma palavra, dentro de uma mesma língua, usa tanto uma outra palavra como outros recursos mais ou menos sinônimos, para uma circunlocução. Uma palavra ou expressão idiomática só pode ser completamente interpretada por meio de uma combinação equivalente de unidades de códigos. Já, no nível da tradução interlingual, não há equivalência completa entre códigos ou mensagens estrangeiras.
Mais freqüentemente, entretanto, a tradução de uma língua, dentro de uma outra, substitui mensagens em uma língua, não por unidades de códigos separados, mas por mensagens inteiras em algumas outras línguas. Tal tradução é um discurso direto, ou seja, o tradutor recodifica e transmite a mensagem recebida de uma outra fonte. Então, a tradução envolve duas mensagens equivalentes em dois códigos diferentes.
A tradução inersemiótica é definida como a tradução de um determinado sistema de signos para outro sistema semiótico, tem sua expressão entre sistemas os mais variados.

À exemplo mais simples voltados para a LIBRAS, temos:

·         Tradução Intralingual: tradução dentro da mesma língua;
·         Tradução Interlingual: tradução utilizando duas línguas diferentes, exp.: Um surdo que tem conhecimento da ASL, traduzindo uma palestra do ASL para a LIBRAS.


Tradução Intersemiótica: São adaptações de clássicos de filmes, literatura, novelas, teatros, em varias línguas dentre elas a LIBRAS